5G poderá ser proibido no Brasil em Santa Catarina

5G poderá ser proibido no Brasil em Santa Catarina

Foi apresentado na assembleia legislativa do estado (Alesc) na última quarta-feira, 17, um projeto de lei (PL/0241.5/2019) que propõe a proibição de testes e a instalação da tecnologia 5G em Santa Catarina.

Os autores do texto ainda falam em risco de extinção das abelhas e citam Albert Einstein para defender a ideia. O texto prevê multa de até R$ 200 mil em caso de descumprimento. 

De autoria dos deputados estaduais Marcius Machado e Nilso Berlanda (ambos do PL), o projeto deve ser encaminhado para as comissões de Justiça, Economia e Saúde da casa. 

A justificativa dos parlamentares se baseia em informação do cardiologista e nutrólogo Lair Ribeiro de que o sistema é prejudicial à saúde.

Os deputados também alegam que a rede 5G acabaria com as abelhas e citam uma frase atribuída a Albert Einstein "se as abelhas desaparecerem da face da terra, a humanidade terá apenas quatro anos de existência". Não existe uma só evidência de que o físico tenha falado isso em vida. 

Baseado em vídeo no YouTube, o documento alega que a conexão de quinta geração causa danos à saúde e pode levar ao fim das abelhas.

O vídeo em questão suscita um caso ocorrido no final de 2018, em The Hague, cidade holandesa, onde centenas de passáros teriam morrido devido a um teste de 5G. Essa informação foi muito disseminada por John Khules, criador de vídeos de conspiração  contra a tecnologia 5G. No entanto, o Snopes, site de verificação de fatos (fact checking), concluiu que tratava-se de mais uma fakenews.

Vale lembrar que Santa Catarina recebeu no mês passado um teste do 5G realizado pela TIM Brasil.

Fonte: Snopes

Compartilhar